Connect with us

BEAT, please!

10 coisas que todo mundo fez no JUCA 2018

A notícia ruim é que o JUCA 2018 acabou. A boa é que a Revista BEAT relembra o que foi mais legal dessa 25a edição e, sabe o que, ano que vem tem mais!

 

Talvez você se lembre para sempre desse JUCA 2018. Talvez não. Afinal de contas, sabemos que rola uma amnésia coletiva nos jogos. Mas, o que fica é que esse JUCA foi animal e teve muita #BEATNOJUCA, sim senhores!

Fizemos apostas polêmicas, falamos sobre a estreia da Futebol Feminino como modalidade do inter, entrevistamos os vencedores do Rugby e lotamos seu instagram de histories.

A Revista BEAT fez aqui uma listinha das banalidades que talvez tenham passado despercebidas por vocês, mas que são aquelas que resgatam as melhores memórias do JUCA!

1. Mexeu a raba com o touro da Red Bull

ou com o trio elétrico da fritação que só rolava de noite

2. Deu voltas no Milton Olaio para tentar chegar ao banheiro do outro lado

e possivelmente se deparou com uma grade que te obrigou a voltar e dar a volta por fora

3. Comeu aquela marmita brutius do G1

4. Batucou com o leque do spotify

5. Passou perrengue

 A gente sabe que o colchão inflável sempre deixa a gente na mão

6. Ficou se perguntando quem foi Milton Olaio

e se ele sabe que não dá pra ver o jogo direito estando sentado em qualquer lugar do ginásio

7. Se espremeu nas arquibancadas do Santa Felícia pra ver seu time jogar 

e provavelmente passou perrengue tentando entrar

 8. Integrou

até com o Mackenzie

9. Quis um Red bull no g2, mas lembrou que a tenda era longe

10. Gritou até ficar sem voz

Seja ao som da turma do pagode, do bonde do tigrão ou da sua torcida

BÔNUS: se orgulhou e veio gigante e enxergou novos horizontes. Viveu o JUCA até o fim, passou perrengue e não conseguiu explicar absolutamente nada do que foram os quatro melhores dias do ano.

BÔNUS 2: parabéns pelo tricampeonato, Grifo!

Texto oferecido por 

More in BEAT, please!