Novos cargos são definidos mesmo com as dificuldades enfrentadas pela entidade em encontrar representantes; conheça os prognósticos da gestão LAAUSP 2018

Por Carla Monteiro

Depois das instabilidades por conta da expulsão dos times de handebol da Sanfran e da Poli dos Jogos da Liga e dos problemas financeiros, a LAAUSP (Liga das Atléticas Acadêmica da USP) está de gestão nova. 

Como é de costume, no período das férias de verão, a entidade passa pelo processo da troca gestão. Sai uma turma de diretores para entrar uma chapa nova.  

Mas, há alguns anos ela enfrenta dificuldades em encontrar pessoas que queiram assumir cargos. Embora seja uma das mais importantes entidades da universidade e tenha enorme visibilidade entre os estudantes.

Para se ter ideia, raramente mais de uma chapa concorre às eleições da Liga. No caso da eleição LAAUSP 2018, não foi diferente. Apenas uma chapa concorreu aos cargos.

A Revista BEAT conversou com a nova gestão e descobriu quais são as metas e desafios da da Liga para esse ano. Aproveite para entender também como funciona o processo eleitoral a seguir.

Conheça a gestão LAAUSP 2018 

Nesse ano, a gestão da Liga é toda formada por pessoas que já tiveram experiência em atléticas dos institutos da USP. São ex-membros das atléticas da FEA, da Veterinária, da EEFE e da EACH que compõem nova chapa.  

Luiz Caramez Rodrigues Neto (Kagal), aluno de administração da FEA é um deles. Ele foi tesoureiro da gestão 2016 da Atlética e agora assume a tesouraria da LAAUSP 2018.

Kagal comenta que as eleições aconteceram com atraso porque boa parte dos novos membros não integrava a Liga antes. Então não entendiam o processo direito e precisaram de orientações mais específicas.

Quem é quem?

Presidente – Natália Fukase (Física)

Vice-Presidente Administrativa – Juliana Neiva (ICBió)

Vice-Presidente de Esporte – Bruno Camillo (EACH)

Secretário Geral – Jin Terada (FEA)

Tesoureiro – Luiz Caramez (FEA)

Diretor de Patrimônio – Gabriel Capuzzo (EEFE)

Diretor Geral de Esporte – Gabriel de Assis (VET)

Diretor Geral de Modalidades – Érika Lethícia (EEFE)

Desafios da LAAUSP 2018

“Ano passado, a gente fez uma gestão de sobrevivência, porque começamos o ano quebrados financeiramente, por conta de uma dívida herdada de 2016, e a meta era quitar essa dívida”, conta Nathália Fukase, da Física, a nova presidente da LAAUSP.

Mas esse ano é diferente. Natália e a gestão LAAUSP 2018 acreditam que as coisas devem começar a mudar.

“A gente já começou mais estável financeiramente, e a proposta é fazer a LAAUSP aproveitar melhor o potencial que tem. Melhorar os campeonatos, cuidar melhor das seleções, fazer novas parcerias, etc. Depois que sobrevivemos, o objetivo é crescer”, revela a presidente.

E o dinheiro (falta de)?

O problema financeiro enfrentado pela Liga não é de hoje. Há alguns anos a entidade enfrenta sérias dívidas, algumas já resolvidas ano passado. A gestão 2017 pagou 70 mil reais de contas deixadas do ano de 2016.

“Boa parte delas, a gestão 2017 conseguiu pagar com a ajuda de arrecadação de dinheiro como os exames médicos. Neste ano, o objetivo é manter esses ganhos e aproveitar ao máximo todos os nossos projetos, espaços e eventos”, conta o tesoureiro Luiz.

Buraco na gestão

Já tem um certo tempo que a LAAUSP encontra dificuldades em manter seu quadro de recursos humanos. No início de 2017, por exemplo, o presidente eleito para a Direção Executiva, Bryan Carrilo, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (Vet), deixou o cargo. A posição ficou vaga durante todo o período de gestão. 

Quem realizou as tarefas da presidência foi Nathália Fukase, vice-presidente na época, e a tesoureira Mila ‘Charlinha’ Pamplona, do ICBIÓ. Charlinha lamenta que a gestão foi tocada por cerca de cinco pessoas que ficaram muito sobrecarregadas.

“Todo mundo trabalhava, fazia iniciação científica, tinha aulas graduação, era atleta de, às vezes, mais de uma modalidade”, desabafou ela.

Ausência de novos membros 

Embora a LAAUSP seja uma das principais ligas do esporte universitário, a entidade passa por inúmeros problemas.

E apesar de ser ela que organiza o BichUSP, Copa dos Campeões, Copa USP e Jogos da Liga, poucas pessoas se interessam em fazer parte.

Charlinha comenta que a pressão sobre os integrantes da LAAUSP afasta novos membros de participar da entidade.

“Muita gente trata a LAAUSP como uma empresa e não como um entidade estudantil, um espaço de formação como as outras entidades acadêmicas. Por não conhecerem a entidade, as pessoas não querem se envolver. Sem contar a demanda de trabalho, antes de eu entrar, por exemplo, eu não imaginava que tinha tanto trabalho assim”, comenta.

Por que falta interesse?

Para Charlinha, não existe interesse das pessoas por assumir a LAAUSP por conta do distanciamento da entidade e as pessoas.

“Elas [as pessoas] não conhecem o trabalho e não sabem o quão gratificante ele pode ser. É muito legal fazer a LAAUSP e as pessoas não tem noção disso. As pessoas acham que é só demanda e é só trabalho”, aponta a integrante.

Já Kagal acredita que essa dificuldade também  se dá logo ao primeiro contato dos estudantes com a LAAUSP. Para ele, a Liga se apresenta aos alunos por meio das atlética e chega aos estudantes com uma imagem distorcida, irresponsável e até incompetente. Isso não desperta o interesse nos alunos em participar da instituição.

Como melhorar?

“Para solucionar esse problema, a LAAUSP deve tomar a frente, se apresentar pessoalmente aos alunos e mostrar que não é bem assim, que a entidade é organizada e pode agregar e muito aos estudantes”, conta.

A imagem e comunicação da Liga estão entre os principais desafios a serem superados pela nova gestão. “Nosso maior desafio será mudar a imagem da LAAUSP. Aproximar a Liga das Atléticas, se reaproximar dos institutos, dos alunos e melhorar alguns processos internos também”, revelou ele.

É isso também o que aponta Felipe Guimarães Marco, formado em Educação Física pela EEFE e presidente da LAAUSP em 2016. Para ele, a Liga precisa passar por reformulações que alinhem as necessidades e prioridades das atléticas com as metas de gestão da chapa da Diretoria Executiva.

Espero que um ponto de convergência seja criado para a LAAUSP e as possíveis Direções Executivas trabalhem em conjunto das AAAs [Associações Atléticas Acadêmicas] rumo à “determinada” convergência”, disse ele.

Eleições da LAAUSP: entenda como funciona

A Liga Atlética Acadêmica da Universidade de São Paulo (USP) é formada pelas atléticas dos Institutos da Universidade. Cada uma delas possui um representante no Conselho de Presidentes (ou Assembleia Geral).

São esses conselheiros que escolhem a chapa vencedora por meio de votação. Esse modelo de eleição é o mesmo desde 2002, quando estatuto da LAAUSP foi implantado. O Conselho só pode votar em chapas completas e apenas um grupo deve assumir a gestão.

Ou seja, é proibido uma pessoa pleitear algum cargo individualmente. A candidatura deve ser da chapa e não de um aluno sozinho. Contudo, essa norma do estatuto não será seguida este ano. Isso porque não existe mais de uma chapa concorrendo à Diretoria Executiva.

Formação das chapas

Cada chapa é composta por oito pessoas. Se eleitas, elas farão parte da Diretoria Executiva e ocuparão os seguintes cargos: Presidente da LAAUSP, Vice-Presidente Administrativo, Vice-Presidente de Esporte, Secretário Geral, Tesoureiro, Diretor de Patrimônio, Diretor Geral de Esporte e Diretor Geral de Modalidades.

Para participar das eleições, é preciso que as pessoas que formarão as chapas tenham algum vínculo com a USP. Ou seja, precisa ser aluno ou ex-aluno de graduação ou pós-graduação. “Vale lembrar também que essas pessoas não podem ter nenhum problema jurídico ou financeiro”, comenta Camila Kahvedjian Amadio, formada na FAU e presidente da LAAUSP em 2011.

As candidaturas devem acontecer com três dias de antecedência. “72 horas antes do dia da eleição, as chapas devem ter entregue uma relação de pessoas que desempenharão cada função”, lembra Kahvedjian.

 

Mudanças da LAAUSP:

Jogos da Liga: o novo modelo do campeonato
LAAUSP promove mudanças nas Seleções
Antigas perspectivas e novos rumos da LAAUSP