interfarofa

A história do Interfarofa: 15 anos de frutas e diversão

por • 7 de dezembro de 2017 • Cartola, Colaboradores, ColunasComentários (0)943

O que faz do Interfarofa um campeonato tão esperado ao longo do ano pelos times de futsal desde 2003 e mais atualmente pelas equipes de handebol também?

Por Luiz “Lui” Serrambana Melo

O propósito inicial do campeonato, criado por treinadores de futsal feminino na USP, foi manter em atividade as equipes já eliminadas das competições tradicionais nesse período de fim de ano.

As primeiras edições foram disputadas na quadra do H.U. e contavam com meia dúzia de equipes que, para participarem, recebiam uma carta-convite (CARTA mesmo, real oficial, impressa!!!!). Mas, desde lá, quem estava presente? Abacaxis, bananas e melancias.

Depois disso veio o facebook, os smartphones e o whatsapp, daí a organização teve sua vida facilitada. O Interfarofa é um fenômeno: disputado em quadras ruins, com arbitragem não profissional, com atrasos e cancelamentos (ou não, melhor esperar mais um pouquinho) de jogos pelas chuvas. Mesmo assim, os times cada vez têm mais carinho pelo evento. Toda edição tivemos mais inscritos do que no ano anterior.

A 15ª edição do Interfarofa

Nessa 15ª edição, em 2017, temos 38 times de futsal e, pela primeira vez, inscrições foram negadas, especialmente a equipes de fora da USP. Mas isso não ocorreu por preguiça da organização de fazer mais jogos e, sim, porque o CEPEUSP limitou a entrada de pessoas externas.

No decorrer desses quinze anos, o Interfarofa foi além do futsal – que agora acontece também na categoria masculina. E já há algum tempo o campeonato também é realizado na modalidade handebol.

Promove-se também uma gincana com tarefas a serem realizadas pelos times em diversas situações, que vão desde vídeos no CEPE a grandes micos em algum metrô. As premiações também são muito especiais – lindas medalhas de borracha!

Interfarofa é mais que competição

 Além da parte esportiva, os times ainda ajudam em ações sociais, envolvendo doações de brinquedos ou cestas básicas a entidades escolhidas pela organização. E quem ainda está sempre presente? Abacaxis, bananas e melancias.

As frutas, sem dúvidas, são protagonistas e o maior diferencial do Interfarofa. Mas também existe um clima único de descontração e amizade. Isso faz com que tudo flua de maneira divertida, não importa o perrengue.

Treinadores cortam frutas, jogadores passam rodo, arbitragem apita e faz mesa ao mesmo tempo. Tudo pode acontecer para suprir às necessidades da (des)organização. E, no fim, todos terem mais tempo jogando suas modalidades, acompanhados daqueles amigos feitos em quadra.

No fim, o Interfarofa é fazer aquilo que mais gostamos: jogar e dar risadas!

Ritmo de férias

As 5 fases das férias do atleta universitário
Que tipo de universitário você é nas férias?
Modalidades de férias: o slackline

Posts Relacionados

Comentários fechados