economíadas

Economíadas 2017: expectativas das favoritas

por • 24 de outubro de 2017 • Cartola, Colaboradores, ColunasComentários (0)1610

A Revista BEAT conversou com as quatro atléticas favoritas para o Economíadas 2017 e quer saber: quem leva o caneco este ano?

Por Revista BEAT

Mackenzie: a atual campeã.

RB: Como é e quando começa a preparação para o Economíadas?

Hugo Almeida (Presidente da Economia Mack) A preparação pro Econo começa logo quando termina o do ano anterior, com uma análise de desempenho de cada modalidade, além das questões estruturais e logísticas da parte esportiva (o que deu certo, o que precisa mudar, etc…)

RB: Para 2017, quais são as expectativas esportivas sobre a competição? Houve alguma ação da atlética voltada apenas para o Econo?

Hugo: A expectativa é de superar a pontuação geral do ano passado, melhorando o desempenho das modalidades coletivas que não chegaram nas finais e dando uma boa atenção para as individuais.

RB: Que faculdade você acredita ser sua maior rival esse ano?

Hugo: Creio que há um grande equilíbrio entre Mackenzie, USP, ESPM e FGV, dado a pouca diferença da pontuação geral do ano passado. Mas, se tiver que apontar um rival apenas, acreditamos ser a ESPM.

 

FEA USP: 10 anos do primeiro título de Economíadas.

economíadas

RB: Como é e quando começa a preparação para o Economíadas?

Giovana Langanke (presidente FEAUSP): A preparação do Economíadas começou, para gente, no final do ano de 2016, quando definimos as metas da nossa gestão. Focamos, num primeiro momento, em reestruturar algumas equipes. Depois do InterUSP, o qual tivemos um resultado esportivo muito bom e acima do esperado, voltamos a acreditar que era possível vencer o Economíadas e, desde então, viemos trabalhando forte para isso. Começamos a nos estruturar muito antes do que começamos no InterUSP – desde pensar em detalhes da cidade até em como pilhar nossos atletas, envolver mais nossos bixos, fazer as próprias pessoas da Atlética acreditarem e envolver nossos velhos, principalmente neste ano em que completamos 10 anos do nosso primeiro título. Achamos importante todos os atores da história estarem ativos durante os meses de preparação. Realizaremos, por exemplo, um evento no dia 8 de outubro, no Bar Brahma, para comemorar o título de 2007- chamamos atletas, ex-atletas, atleticanos, ex-atleticanos, técnicos e feanos para participarem do evento. Acredito que será uma boa maneira de unir todos estes personagens para todo mundo lutar junto e acreditar que é possível. É importante todo mundo estar na mesma sintonia.

Com relação a reestruturação, estreitamos nosso contato com a nossa equipe de Jiu-Jitsu e Judo, pois sabemos que sao modalidades que sempre perdemos alguns pontos. Fomos atrás de locais e horários de treino para que possam treinar juntos, ou para que possam ao menos treinar uma vez por semana, individualmente. Também estamos acompanhando os resultados de todos os jogos e, sempre que possível, comparecendo aos jogos.

Dentro da Liga, buscamos estabelecer uma boa relação com as outras faculdades e defender os interesses dos nossos times.

RB: Para 2017, quais são as expectativas esportivas sobre a competição? Houve alguma ação da atlética voltada apenas para o Econo?

Giovana: Vai ser um inter muito competitivo, com 4 faculdades com chances reais de título. Temos alguns confrontos diretos com o Mackenzie, GV e ESPM logo nas quartas, que serão decisivos e são chave para conquistarmos o penta. Vamos para o tudo ou nada: se ganharmos alguns destes confrontos – os quais, na maioria deles, são os nossos melhores times -, continuamos forte na briga. O bom é que está todo mundo nessa situação. A quinta-feira vai ser muito decisiva para todo mundo, porque nos enfrentaremos logo de primeira.

Acho que a principal ação da Atlética voltada apenas para o Economíadas é o evento do dia 8 de outubro e o evento de divulgação do inter, que acontecerá no dia 11 de outubro, além das coisas que mencionei na resposta acima.

RB: Que faculdade você acredita ser sua maior rival esse ano?

Giovana: Nosso maior rival vai ser o Mackenzie. As duas Atleticas se prepararam muito para este Economíadas e estão vindo com foco total. Temos 3 confrontos diretos com eles em 3 modalidades de quadra – futsal feminino, futsal masculino e basquete feminino, os quais costumamos ter grandes chances de título. Quem vencer estes confrontos estará muito bem encaminhado para o título.

Lembrando que, no ano passado, estes dois confrontos ficaram marcados para qualquer feano ou mackenzista- no futsal feminino, uma semifinal que acabou em 2×2 na prorrogação, foi pros pênaltis e foram 12 cobrancas batidas de cada lado, e a vitória veio para a gente. No futsal masculino, chegamos a abrir 2×0, mas tomamos a virada. Nossos dois times estão muito pilhados para ganhar, assim como os deles.

Sem esquecer, claro, da rivalidade existente entre USP e Mackenzie. Acho que, em qualquer inter em que os dois estão presentes, a maior rivalidade se dá entre eles. Tem muita história envolvida.

 

FGV: em busca do título do Economíadas.

economíadas

RB: Como é e quando começa a preparação para o Economíadas?

Felipe Longato (Presidente FGV): A preparação para o Economíadas começa em janeiro, já com as primeiras reuniões da Liga, mas se intensifica após a definição da cidade sede. No primeiro estágio é  uma preparação tranquila e as coisas são feitas com calma e há certo tempo para tomar as decisões. Já na segunda parte, as definições se tornam mais concretas e a correria aumenta muito.

RB: Para 2017, quais são as expectativas esportivas sobre a competição? Houve alguma ação da atlética voltada apenas para o Econo?

Felipe: A expectativa geral da GV é de ser campeã do Economíadas, ano passado chegamos muito perto e atualmente estamos com times iguais ou até mais fortes em algumas modalidades.

Não houve nenhuma ação específica voltada para o esportivo do Econo, apenas o maior esforço durante o ano para dar as melhores condições de treinos e jogos para as equipes.

RB: Que faculdade você acredita ser sua maior rival esse ano?

Felipe: O Economíadas hoje em dia tem quatro atléticas que brigam forte pelo título: GV, ESPM, Mackenzie e FEA USP. As outras geralmente correm por fora para ganhar uma ou outra modalidade.

 

ESPM: o Economíadas de 2016 ainda está engasgado.

economíadas

RB: Como é e quando começa a preparação para o Economíadas?

Andressa Cropanizzo (Presidente da ESPM): A preparação pro econo é constante, assim que acaba um já estamos pensando no outro! Essa ano em especial, por tudo que rolou ano passado, sempre tivemos em mente que teríamos que vir mais fortes. Então todo treino desde o começo do ano está sendo levado a sério.

RB: Para 2017, quais são as expectativas esportivas sobre a competição? Houve alguma ação da atlética voltada apenas para o Econo?

Andressa: Em 2017, nós esperamos nada menos do que esperávamos ano passado, estamos muito focados em sermos campeões e levarmos mais gente para os jogos (torcida sempre nos ajuda a ganhar).
Sobre as ações, procuramos desde o primeiro semestre começar um motivacional para as equipes, então usamos as redes sociais para postar vídeos dos atletas ícones de cada modalidade falarem um pouco sobre as expectativas e o desempenho do ano passado. Além disso, faremos a divulgação na quadra com vídeos, bandeiras e músicas no intervalo da aula, a própria música é algo que sempre fazemos voltado para o Econo e envolve toda a ESPM.

RB: Que faculdade você acredita ser sua maior rival esse ano?

Andressa: Acredito que a rivalidade com a FGV sempre vai existir, é histórica. Mas nossa torcida está muito focada em resgatar o ano passado, por isso esse ano acredito que os jogos contra o Mackenzie terão um pouco mais de rivalidade.

 

Posts Relacionados

Comentários fechados