cepeusp

#TBT A história do CEPEUSP

por • 10 de agosto de 2017 • Basquetebol, Colaboradores, Colunas, Especial, Futebol de campo, Futsal, Handebol, Individuais, Rugby, VôleiComentários (0)1035

A história do CEPEUSP remonta aos Jogos Panamericanos de 1975 e, desde então, milhares de pessoas circulam e usufruem diariamente do “clube” da USP.

Por Revista BEAT

Ter um clube dentro da própria universidade é um privilégio. Apesar dos pesares de reformas, horários e outras coisitas más, ter um ambiente como o CEPEUSP dentro do principal campus, aberto não só aos alunos, assim como a toda “comunidade USP”, é um facilitador e tanto para fazer o esporte universitário acontecer.

CEPEUSP

Obras para a inauguração. Foto: Acervo CEPEUSP

O Centro de Práticas Esportivas da USP (CEPEUSP), ou carinhosamente Cepê, foi inaugurado em 1971. Com a aproximação dos Jogos Panamericanos de 1975, que ocorreriam em São Paulo, sentia-se a necessidade de aprimorar a infraestrutura esportiva da cidade e, portanto, aumentar também o número de instalações para receber o evento. Sendo assim, foram construídos o velódromo, as quadras cobertas (módulos), pista de atletismo e o estádio, configurando-se a primeira cara do CEPE.

cepeusp

Raia durante a década de 70 (com marginal aberta ao fundo). Foto: Acervo CEPEUSP

Devido a um surto de meningite que houve aqui em São Paulo, os Jogos Panamericanos acabaram transferidos para Cidade do México. Entretanto, nosso CEPE já estava garantido e se iniciava assim a história do ambiente que não só serve para disseminação da prática esportiva dentro da Universidade, como também para a integração e socialização de alunos de diferentes faculdades.

Leia mais:
CEPE clama por reformas estruturais | Jornal do Campus
Fim do horário estendido no CEPE | Revista BEAT

Ao decorrer dos seus 46 anos, instalações novas foram construídas, como novas quadras e o conjunto aquático, e outras foram reformadas. A pista de atletismo, por exemplo, ganhou uma cara nova a partir de 2013 e serviu como palco de treinamento de equipe olímpicas durante a Rio 2016. Os módulos 3 e 4 foram entregues novinhos em folha esse ano, 2017, depois de um longo período de reformas. Enquanto isso, esperamos ansiosamente para o fim da obra dos módulos 1 e 2.

cepeusp

Estádio do CEPEUSP em construção. Foto: Acervo CEPEUSP

Entre cornetagens e sucessos, o CEPE é parte essencial da nossa vida universitária. Diariamente, passam cerca de seis mil pessoas por lá: seja como atleta de algum time de faculdade, seja frequentando os diversos cursos oferecidos ou só indo pegar um sol na piscina de vez em quando.

Se a USP tivesse uma vivência para todxs, ela com certeza seria o querido Cepê.

Posts Relacionados

Comentários fechados