As personalidades por trás dos esportes universitários – O Profissional

por • 3 de março de 2015 • Individuais, MAIS CATEGORIAS, PerfilComentários (0)660

Por Júlia Moura e Vitor Andrade | Jornalismo Júnior

 

Quem já teve contato com o esporte universitário se deparou com uma figura muito importante: o técnico. São eles e elas os responsáveis pelos treinos, a elaboração de táticas, o acompanhamento nos jogos e, consequentemente, o sucesso ou o fracasso do time. Existem vários deles espalhados nas faculdades por aí, cada um com suas peculiaridades e suas histórias. Temos técnicos extrovertidos, tímidos, calmos, durões, novos, velhos, informais, profissionais… Nós entrevistamos estas personalidades e seus atletas, traçando o perfil de cada um deles. Confira abaixo!

Felipe Silva Freitas – O Profissional

Técnico de Natação do Catadão (equipe que reúne as atléticas da ECA, FFLCH, FÍSICA, RI e IME). Educador físico graduado pela FMU com especialização em Fisiologia do Exercício pela Unifesp e membro certificado da Associação Americana de Técnicos de Natação.

nat

1. Você dá muita bronca em seus atletas? Algumas vezes, mas só quando  eles fazem por merecer.

2. Você costuma ver seus atletas fora dos treinos? Sim, geralmente  fazemos eventos sociais fora dos treinos.

3. Você tem piadas internas com o seu time? Tem mais piadas internas do  que atletas na equipe, com certeza.

4. Seus atletas te tratam mais como amigo ou como professor?  Os  mais novos como professor, mas com o passar do tempo, ganha-se intimidade e  me tratam como se fosse alguém da equipe.

5. Você tem alguma peculiaridade como técnico? Eu sou viciado em  números e estatísticas, em fazer previsões e estimativas de resultados. Eu acho  que devo ter mais, mas os atletas são mais indicados para responder essa.


 

Fernando Farina – atleta do Catadão da FFLCH

6. Você é próximo do seu técnico? Não sou muito próximo dele, mas mantemos o bom humor e camaradagem.

7. Você acha ele mais engraçado e “zoeiro”, ou sério e durão? Ele é mais engraçado do que durão, com certeza.

8. O time chama o técnico para as saídas do time? O técnico sempre está nas saídas do time e é sempre legal quando ele vai.

9. Você prefere que o técnico cobre mais e seja “chato”, mas o time ganhe, ou que o técnico seja mais tranquilo e o time oscile nos resultados?  Acredito que o técnico deva manter a cobrança sempre, é o trabalho dele. Mas deve entender que os resultados oscilam, sobretudo no esporte universitário.


 

 

Leia também as entrevistas com:
– O técnico “Zoeiro” Christian Faccio: 
 http://revistabeat.com.br/?p=1383
O técnico “Amigão” Plínio Cotta:  http://revistabeat.com.br/?p=1492

 

 

Texto produzido por:

Logo Jota ad

 

 

 

Posts Relacionados

Comentários fechados