Uma conquista baseada na defesa sólida

por • 12 de junho de 2014 • Futsal, Jogo a JogoComentários (0)2157

As principais táticas defensivas do futsal feminino da FFLCH no BIFE.

Por João H. Silva

 No BIFE 2013, em Sumaré, o time de futsal feminino da FFLCH conquistou o título da categoria após vencer, respectivamente, o IME, a ECA e a FAU, em uma final emocionante após disputa de pênaltis. Durante a preparação para a competição, Thiago Badari, técnico da equipe, revela que houve um trabalho especificamente voltado para ajustes táticos, explorando lados mais fracos de cada adversário e intensificando defensivamente para pontos ofensivamente mais perigosos – “ajustávamos nossa defesa para padrões de repetição de movimentos das adversárias. Em relação ao ataque, direcionávamos as ações para espaços que eram mais frequentes que o adversário não ocupava quando marcando”.

O futsal feminino da FFLCH foi à Sumaré com uma organização tática baseada no 3-1, com três jogadoras posicionadas defensivamente – duas nas alas e uma central – e uma pivô que fazia função de ala, isto é, jogando nas laterais da quadra buscando espaços na defesa adversária e tabelas rápidas com as jogadoras de sua equipe. “Dá mais profundidade e é uma preocupação a mais para a defesa”, analisa o treinador.

3-1

3-1

No entanto, Badari é enfático ao dizer que as 3 jogadoras defensivas dificilmente se mantiveram estáticas e em linha ao longo do campeonato. A constante movimentação do time muitas vezes criava situações de vantagens numéricas na defesa adversária, as quais, devido à qualidade coletiva e aos recursos individuais, proporcionavam subidas bem eficazes. É comum, por exemplo, uma atacante chamar a marcação para si propositalmente, a fim de criar um corredor livre para uma outra jogadora receber a bola rapidamente e, livre de marcação, finalizar. Tudo isso graças a um sistema tático dinâmico, com muita movimentação e coesão entre as atletas.

Sem a posse de bola, a equipe adotava um sistema de marcação individual, fundamentada no princípio de que um defensor tem o dever de marcar um jogador adversário. A falha na marcação de um jogador pode colocar em risco todo o sistema defensivo de um time, abrindo espaços em sua defesa. Apesar disso, é uma estratégia com funções muito bem definidas, no qual toda a atenção de um defensor fica concentrada em um jogador, colocando um equilíbrio numérico em qualquer situação do jogo.

 A escolha pelo esquema de marcação supracitado foi uma atitude preferencial do técnico da FFLCH, que acredita numa equipe mais sólida defensivamente com o estilo. Para ele, esse foi o ponto fundamental para o título: “acho que não jogamos nosso melhor, mas estávamos bastante consistentes defensivamente o que nos ajudou a conquistar os resultados que precisávamos para sermos campeãs.”

Outras duas estratégias defensivas utilizadas pelo treinador da equipe foram os ajustes de cobertura e troca de marcadora. O primeiro se refere a momentos em que uma adversária possui a bola em uma das alas e a defesa prontamente se posiciona a fim de bloquear as linhas de passe adversárias, com uma menina na paralela e outra na diagonal. Estes são pontos estratégicos para evitar dribles e gols de segundo pau . Já a troca de marcação ocorre quando uma jogadora está marcando uma adversária A e uma atleta B invade seu espaço. A partir desse momento, duas jogadores do mesmo time trocam entre si suas marcadoras.

quadra  Cobertura de Ajuda                                                                       Troca defensiva  Troca defensiva

O objetivo por trás de todo treinamento tático é bem claro: explorar ao máximo a capacidade de cada atleta de tomar as melhores decisões de forma rápida e eficaz. O treinador da equipe feminina relata o cenário que a análise tática possui no espaço universitário – “Acredito que temos uma boa vertente e que se preocupa muito com isso dentro da USP. A parte tática vem sendo muito explorada pelos técnicos sempre buscando aumentar a inteligência dos atletas para tomar as melhores decisões dentro da partida”, finaliza.

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *