Atual presidente da LAAUSP é o entrevistado da BEAT

por • 20 de junho de 2014 • EntrevistaComentários (1)1221

Por Bruna Eduarda Brito

 

F elippe Ribeiro, mais conhecido como “Peppino”, tem 21 anos, cursa o 4º ano de Farmácia e  fez parte da Associação Atlética Acadêmica de Farmácia e Bioquímica da USP durante 3 anos. Atualmente, divide-se entre a presidência da LAAUSP (Liga Atlética Acadêmica da USP) e os times de vôlei, handebol e basquete dos quais faz parte.

 

B)Quais são as funções da LAAUSP? Como ela funciona?

R: Resumidamente falando, a função da LAAUSP é representar a USP no que se diz respeito ao esporte, somos a entidade máxima do esporte aqui na USP. Ela funciona a princípio como qualquer outra atlética da USP, mas com diferentes objetivos e meios de captar recursos. Por exemplo, a LAAUSP não realiza festas para arrecadar dinheiro.

B) Como funciona o processo de escolha da nova chapa da LAAUSP? Vocês eram a única chapa concorrendo?

R: Para ser eleito temos que montar uma chapa com todos os cargos necessários para a mesma, e cada atlética filiada a LAAUSP tem direito a um voto. Esse ano não teve chapa opositora, porque existe meio que um desinteresse e um desgaste das atléticas e poucas pessoas acabam indo para a LAAUSP.

B) Na sua opinião, a gestão da chapa passada foi boa?

R: Foi uma gestão que cumpriu seu trabalho, teve problemas como qualquer outra gestão, mas tudo que somos hoje nos espelhamos na gestão passada aprendemos com os acertos e erros, e sempre vai ser assim. Como me ensinaram na minha ex-atlética, sempre desejamos que a gestão atual seja melhor que a passada, e a futura melhor que a atual para que sempre continuemos crescendo.

B) O que essa chapa traz de novo em relação à passada? Quais mudanças vocês pretendem fazer?

R: A gestão atual busca como principal meta ampliar a seleção USP em geral, treinos que não sejam mais restritos a alguns meses do ano e que essas seleções se tornem o carro chefe da nossa faculdade.

B) Qual a intenção da LAAUSP em colocar as seleções da USP para participar do FUPE (Federação Universitária Paulista de Esportes)?

R: Um dos meios de fazer com que as seleções possam se manter pelo ano é fazendo com que ela participe de campeonatos regulares. Mantendo uma tradição de seleção podemos procurar mais patrocínios, leis de incentivo e etc.

B) Entre outros campeonatos, vocês organizam o Bichusp. Quais suas considerações sobre o Bichusp desse ano? Foi o primeiro desafio da nova gestão?

R: Um BICHUSP que foi decidido nos detalhes, um tropeço de um time e já foi suficiente para definir o grande campeão. E com a ajuda da Pro-Reitoria conseguimos fazer um BICHUSP ligeiramente diferenciado se comparado com os anos anteriores. Bichusp é um grande desafio porque é nosso primeiro contato com a organização de um campeonato para toda a USP, é a mão de obra que temos é sempre um fator limitante para as inovações que queremos implementar. Então temos que conciliar o que queremos com o que podemos fazer.

B) Você encara essa renovação anual da LAAUSP como algo positivo? Um ano é suficiente para uma gestão alcançar seus objetivos?

R: Não acho algo positivo, mas a vida geralmente não para e você tem que seguir sua vida, seu curso, sua profissão e geralmente as pessoas não tem tempo para continuar. Quem entra na LAAUSP geralmente está no 4º ano ou 5º ano, na beira de se formar já. O problema de ser apenas um ano, é que a mentalidade da gestão pode variar muito e os projetos começam e terminam muito rapidamente. Mais uma vez entra na questão da mão de obra: acaba sobrecarregando muito as pessoas e você fica cada vez com menos tempo.

B) Qual o futuro que você enxerga para a LAAUSP?

R: Temos grandes projetos já para esse ano, vejo as pessoas da USP e não só os atletas olhando para nos diferentemente. Espero que  daqui uns cinco, seis anos lembrem que foi essa gestão que conseguiu fazer da seleção uma grande equipe. Mas digo que aguardem o segundo semestre. Temos uma surpresa muito boa para as atléticas.

Posts Relacionados

One Response to Atual presidente da LAAUSP é o entrevistado da BEAT

  1. Clédia disse:

    Esse Felippe é meu ,meu orgulho,minha vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *